E que se “Folk it”, novo disco de Tiago Sarmento

 
 
 

No último dia nove de março, rolou o lançamento do terceiro disco do homem-viola-nas-costas juizforano Tiago Sarmento (que está na nossa sessão Apresenta) na Planet. Intitulado “Folk it”, o disco está recheado de composições próprias, misturando vertentes do folk nacional e internacional, revelando assim um amadurecimento estético e refinamento poético do músico. O álbum conta com 15 faixas mais uma faixa bônus Balada De Um Xisforano.

Basta conferir faixa por faixa, algumas canções com uma energia bem mais otimista do que os discos anteriores do músico revelam. No natal de 2016, Sarmento disponibilizou antecipadamente duas faixas do disco, La, la, la e Segure a onda, que já mostra a vibe alto astral em meio ao caos instaurados em todos os setores da sociedade nos dias atuais. Outra música que chama muita atenção é a Uma Adega Para O Fim Do Dia, que revela também aquela paixão pelo folk e claro não poderia faltar, a admiração pelo vinho. É uma das composições que lembrou muito um toque de Bob Dylan no começo de carreira.

O lançamento ainda contou com algumas belas participações especiais de músicos que fizeram parte de sua trajetória. A primeira participação foi de “W. Del Guiducci”, vocalista do Martiataka, com quem teve parceria em “Obrigado”, uma das músicas contidas no disco “Folk it”, além de Vertigem, outra parceria de ambos, só que essa contida no disco “Corações e Tripas” do Martiataka. A outra participação no show de Sarmento ficou por conta de “Cacáudio”, com quem fez parceria na canção Questão de Tato no disco “Mantiqueira”. Um de nossos parceiros “Rafael Bouças” deu uma palinha com o violeiro cantando Johnny Cash. Finalizando a listagem de participações foi “Monique Leitão”, relembrando os velhos tempos da banda “Ferrovelho”.

De fato o disco revela o amadurecimento musical em relação aos outros discos de Tiago Sarmento, sem contar que a fotografia da capa do álbum está maravilhosa, desde o figurino até a tonalidade das cores. Uma dica importante: antes de ouvir “Folk It”, recomendo abrir uma garrafa de vinho e ascender uma vela com um aroma inconfundível. São recomendações para construir uma avaliação em qualquer campo de percepção.
 
 

Galeria de fotos

 


 
 

Ouça

 

 
 
 
 
 

You May Also Like

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *